Polícia

Ossadas são encontradas dentro de casa após 2 anos das mortes

Caso aconteceu em Águas de Lindóia

Jornalismo TVB Record TV

 

Os moradores de Águas de Lindóia foram surpreendidos com uma história triste e assustadora. Os corpos de pai e filho foram encontrados pela polícia dentro da casa onde moravam e, eles estavam mortos, há pelo menos 2 anos. Além das ossadas, a polícia também encontrou um bilhete colado na porta do quarto, anunciando o mistério: “Estamos aqui na suíte mortos. Entrem e nos tratem com respeito e oração”.

 

 

Os corpos, lado a lado em uma cama, estavam em estado avançado de decomposição e foram encontrados porque o local abandonado começou a incomodar os vizinhos. Depois de uma notificação da Prefeitura por conta de abandono e contas atrasadas, parentes de São Paulo foram até a cidade para saber o que acontecia com o imóvel. A casa estava toda preparada para quando a tragédia fosse revelada: portas lacradas, tomadas vedadas e bilhetes, com instruções.

A polícia agora aguarda um laudo do Instituto Médico Legal para descobrir a causa das mortes. Uma das hipóteses é de asfixia, porém, cartelas de remédios foram encontradas na suíte, o que pode indicar que as vítimas estavam dopadas. As ossadas foram enviadas para o Instituto de Criminalística, em São Paulo, para confirmar a identidade já levantada.

A casa, próxima ao famoso portal de Águas de Lindóia, era herança da família. De acordo com informações da polícia, há 8 anos, o contato das vítimas com os parentes foi cortado. O pai sofria de depressão e esquizofrenia e, o filho, não queria se afastar dele.

 

 

 

 

Mais de Polícia