Saúde

Brasil vai doar US$ 1 milhão por ano para garantir vacina emergencial

Acordo com a Gavi Alliance, firmado na ONU nesta quarta-feira (26), permite que país receba vacinas em surtos e ofereça o mesmo, em contrapartida

Ministério da Saúde diz que já recebeu 3 milhões de doses da ONG em surto / Correio do Povo

Da Agência Brasil - 27/09/2018 - 13h01 (Atualizado em 27/09/2018 - 13h12)

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, assinou nesta quarta-feira, 26 de setembro, acordo com a Aliança Global para Vacinas e Imunização (Gavi Alliance) para ter acesso a diversos tipos de vacinas produzidas no mundo em situação emergencial.

A parceria com a organização não-governamental foi firmada durante a 73ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York.

Para ter acesso às vacinas, o Brasil vai doar US$ 1 milhão (cerca de R$ 2,8 milhões) por ano para a Gavi Alliance. O acordo também prevê que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Butantan forneçam vacinas para a entidade internacional quando houver necessidade em outro local do mundo.

De acordo com o Ministério da Saúde, em outra ocasião o governo brasileiro já adquiriu com a Aliança Global 3 milhões de doses da vacina durante o surto da doença. A doação para aquisição de novas vacinas começará ainda este ano.

Em Nova York, o ministro também participou da primeira reunião de Alto Nível da ONU sobre a tuberculose, realizada com o objetivo de reforçar o compromisso de vários países à meta de eliminação da doença até 2030.

Mais de Saúde