Saúde

Recém-nascidos em risco: faltam leitos de UTI's pediátricas

Há 5 anos o número de leitos neonatal permanece igual

Reprodução TVB Record TV

Há 5 anos, um levantamento feito pelo Cremesp, Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, apontou uma situação grave: o número de leitos  neonatal é metade do recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde). E não é um erro de português de que é metade e não era, isso porque, agora em 2018, o total desses leitos permanece exatamente o mesmo, o que cresceu foi somente a população, um agravante.

No final de junho, uma menina, um bebê de 1 mês e 20 dias, com pneumonia, foi levada pela mãe ao hospital municipal de Santa Bárbara D’Oeste, mas no local não havia incubadoras. A perícia da equipe médica salvou a menina improvisando um caixa de papelão. Com o artifício a criança pode respirar e esperar a transferência para outro hospital, um dos poucos providos com UTI pediátrica.  

Mais de Saúde