Esportes

França bate Uruguai, vai à semifinal da Copa e aguarda Brasil ou Bélgica

Com gols de Varane e Griezmann seleção francesa vence a seleção uruguaia por 2 a 0 e garante classificação para a semifinal da Copa da Rússia

Griezmann, Varane e Mbappé comemoram o 1º gol da França sobre o Uruguai / REUTERS - Jason Cairnduff

Rodolfo Rodrigues, do R7 - 06/07/2018 - 12h52

No confronto entre dois ex-campeões, a França levou a melhor sobre o Uruguai no estádio Nizhny Novgorod, nesta sexta-feira, 6 de julho, venceu por 2 a 0 e está classificada para a semifinal da Copa do Mundo da Rússia.

Com gol de Varane, aos 40 minutos do primeiro tempo, e Griezmann, aos 16 da segunda etapa, após um frangaço do goleiro Muslera, a França conquistou uma vitória tranquila, confirmando o favortismo. 

A França agora aguarda o vencedor de Brasil x Bélgica, que se enfrentam também nesta sexta, 6 de julho, em Kazan. A semifinal está marcada para a próxima terça-feira, 10 de julho, às 15h (horário de Brasília), no Estádio São Petersburgo. 

1º tempo

Sem Cavani e com Stuani ao lado de Luis Suárez no ataque, a seleção uruguaia começou a partida criando até mais chances de gol do que a França, desfalcada de Matuidi. Aos 5 minutos, Suárez aproveitou uma sobra no lado direito e bateu cruzado, com perigo ao gol de Lloris. Aos 13 minutos, numa jogada característica, Giménez cabeceou com perigo após cobrança de escanteio.

A França só foi criar a primeira boaa chance aos 15 minutos, quando Giroud ajeitou de cabeça para Mbappé, que livre na pequena área, se precipitou e mandou, também de cabeça, por cima do gol de Muslera. Depois disso, as equipes travam um duelo no meio-campo, com algumas entradas até mais ríspidas — Hernández, da França, e Bentancur, do Uruguai, levaram o cartão amarelo do árbitro argentino Nestor Pitana. 

Mais para o final da primeira etapa, no entanto, as equipes voltaram a criar mais oportunidades. Aos 36, Stuani aproveitou sobra da entrada da grande área e bateu, mas Lloris foi seguro no lance. Aos 40 minutos, Griezmann cobrou falta pela direita, Varane ganhou no alto de Stuani e cabeceou no canto direito de Muslera para a abrir o placar. Em seguida, num lance parecido, mas no ataque uruguaio, Cáceres ganhou no alto, mas Lloris fez uma ótima defesa. 

2º tempo

Em vantagem no placar, a França voltou ao segundo tempo mais fechada e explorando mais os contra-ataques. O Uruguai, sem conseguir furar o bloqueio francês até os primeiros minutos. Assim, o técnico Óscar Tabarez resolveu mexer no time, colocando o experiente Cristián Rodríguez no lugar do apagado Stuani (o substituto de Cavani) e Maxi Gómez no lugar do pendurado Bentancur. 

Em seguida, aos 16 minutos, Griezmann recebeu toque de Tolisso, livre pelo lado esquerdo e bateu forte. Muslera tentou espalmar e sofreu um frango histórico. A bola entrou mansamente no gol e o atacante francês, nem comemorou direito, com sua tradicional dança. 

O goleiro uruguaio Muslera levou um frango no segundo gol da França, no chute de Griezmann

O goleiro uruguaio Muslera levou um frango no segundo gol da França, no chute de Griezmann

Jason Cairnduff/Reuters - 06.07.2018

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Uruguai tentou responder na sequência, num forte chute de Cristián Rodríguez, que passou rente à trave direita de Lloris. Depois disso, porém, a equipe sul-americana ficou nervosa em campo, tentando, na pressa, diminuir o placar. Aos 23 minutos, após um confusão entre Mbappé, Cristián Rodríguez, Nández e Pogba, os jogadores discutiram e o Néstor Pitana acabou amarelando Mbappé. 

Tranquilo em campo, o time francês voltou a assustar a seleção uruguaia. Aos 30 minutos, num lance parecido com o do segundo gol, Tolisso recebeu de frente para o gol, mas bateu por cima. 

Com 58% de posse de bola contra 42% da seleção uruguaia, a França não teve problemas para administrar o resultado e a classificação para a sua sexta semifinal de Copa do Mundo. O Uruguai, semifinalista em 2010, e eliminado na primeira fase da Copa de 2014, deu adeus na provável despedida do técnico Óscar Tabarez.

Ficha técnica
6/7 - Estádio Nizhny Novgorod (Nizhny Novgorod)
URUGUAI 0 x 2 FRANÇA
Árbitro: 
Nestor Pitana (Argentina); Gols: Varane 40 do 1º; Griezmann 16 do 2º; Cartões amarelos: Bentancur (Uruguai); Lucas Hernández e Mbappé (França)
URUGUAI: Muslera, Martín Cáceres, Giménez, Godín e Laxalt; Torreira, Vecino, Nández (Urretaviscaya 28 do 2º) e Bentancur (Maxi Gómez 14 do 2º); Luis Suárez e Stuani (Cristián Rodríguez 14 do 2º). Técnico: Óscar Tabarez
FRANÇA: Lloris, Pavard, Varane, Umtiti e Lucas Hernández; Kanté, Pogba, Mbappé (Dembelé 43 do 2º), Griezmann (Fekir 47 do 2º) e Tolisso (Nzonzi 35 do 2º); Giroud. Técnico: Didier Deschamps

Mais de Esportes