Esportes

Inglaterra busca vencer Colômbia e vê "oportunidade única"

Objetivo do téncico Southgate é pressionar o adversário desde o ataque, para impedir que a bola chegue em velocidade ao atacante Cuadrado

Kane e Sterling treinam para enfrentar Colômbia / Reuters

Eugenio Goussinsky, do R7 03/07/2018 - 04h00 (Atualizado em 03/07/2018 - 03h59)

Inglaterra e Colômbia fazem, nesta terça-feira, 3 de julho, às 15h, na Arena Spartak, em Moscou, um jogo que reflete os novos tempos do futebol. Os ingleses, outrora favoritos, terão de se render à qualidade do adversário e armar uma forte marcação no meio-campo para impedir as investidas de Quintero e, principalmente, James Rodriguez, se este estiver em condições de jogo.

Mas o time inglês também entra com a proposta de mostrar que o futebol do país sofreu uma transformação, para melhor. E que deixou de lado aquele jogo pesado para implementar um sistema objetivo e versátil, com triangulações ofensivas.

Teoricamente, esta Copa do Mundo se apresenta como a mais propícia para o time inglês chegar à final. Trata-se do único campeão mundial dentro do chaveamento que leva à decisão. Se seguir em frente, enfrentará seleções fortes, mas sem muita tradição, como Suíça ou Suécia nas quartas e Rússia ou Croácia nas semifinais.

Mesmo que não seja verbalizado pelos jogadores, esta pode ser uma oportunidade única para o time voltar a ficar entre os primeiros. E uma vitória sobre a Colômbia seria o passo inicial dentro desta fase eliminatória.

O objetivo do técnico Gareth Southgate para o jogo é pressionar o adversário desde o ataque, para impedir que a bola chegue em velocidade ao atacante Cuadrado. Ashley Young vigiará de perto as avançadas do adversário, contando com a cobertura de Henderson.

E, ao mesmo tempo, com os meias Lingard e Delle Ali, recuperado de contusão, acionar com toques rápidos os perigosos atacantes Sterling e Harry Kane, atual artilheiro da Copa, com cinco gols.

Com a média de idade de 26 anos, a terceira mais baixa da competição, a Inglaterra busca voltar a se firmar no cenário internacional, em um trabalho semelhante ao da Alemanha há alguns anos, que culminou com o título mundial alemão em 2014.

O time inglês já foi campeão mundial sub-17 em outubro último, com uma geração promissora formada pelos meias Philip Foden, Tashan Oakley-Boothe e pelo rápido atacante Rhian Brewster.

 

A própria efetivação de Southgate, que chegou ao cargo como interino, quando era técnico da seleção sub-21, é um sinal de que os ingleses querem unificar um sistema de jogo dinâmico, que tenha êxito desde as categorias de base. O próximo passo é chegar à seleção principal.

Equipes prováveis

Colômbia x Inglaterra

Data e local: terça-feira (3), às 15h, Arena Spartak, Moscou

Árbitro: Mark Geiger (EUA)

Colômbia: Ospina; Arias, Davinson Sánchez, Yerry Mina e Mojica; Carlos Sánchez, Mateus Uribe, Quintero, James Rodriguez (Barrios) e Cuadrado; Falcão Garcia. Técnico: José Pekerman.

Inglaterra: Pickford; Walker, Trippier, McGuire, Stones e Young (Rose); Henderson, Lingard e Delle Ali; Sterling e Kane. Técnico: Gareth Southgate.

Mais de Esportes