Brasil

Pituaçu: 4 mortos e 3 feridos são confirmados em desabamento

Todas as vítimas moravam no primeiro andar do prédio que desabou nesta terça-feira (13). Entre elas, mãe e filho

Reprodução / Facebook

Matheus Pastori, do R7, com RecordTV Itapoan

13/03/2018 - 14H58 (ATUALIZADO EM 13/03/2018 - 16H56)

 

Quatro pessoas de uma mesma família morreram e outras três ficaram feridas no desabamento de um prédio de três andares, no bairro de Pituaçu, durante as fortes chuvas que atingiram Salvador na madrugada desta terça-feira (13). 

As informações são da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e do levantamento apurado pelo departamento de jornalismo da RecordTV Itapoan.

Os mortos foram identificados como Rosemeire Pereira de Jesus, de 34 anos, os filhos Arthur da Silva de Jesus, de 1 ano, e Robert de Jesus, de 12 anos, e o irmão dela, Alan Pereira de Jesus, de 31 anos. Todos moravam no primeiro andar no imóvel que desabou.

Ficaram feridos Alex Pereira de Jesus, de 29 anos, Sabrina Bispo de Jesus Menezes, de 11 meses e Maria Conceição Bispo dos Santos, de 35 anos. Eles foram socorridos ao Hospital Geral do Estado (HGE).

Não há detalhes sobre o estado de saúde dos sobreviventes.

O governo do Estado informa que o Corpo de Bombeiros e o Grupamento Aéreo da Polícia Militar atuam, desde as 7h no resgate das vítimas.

O major Ramon Diego, coordenador da operação de salvamento pelo Corpo de Bombeiros, frisou que as equipes vão trabalhar, incansavelmente, até encontrar todos os moradores da edificação.

 

Não há detalhes sobre o estado de saúde dos sobreviventes
Não há detalhes sobre o estado de saúde dos sobreviventes
José Bonfim / RecordTV Itapoan

 

Um helicóptero do Graer está no local auxiliando nas buscas de duas pessoas que ainda estão desaparecidas. “Existindo a necessidade de transporte rápido de algum sobrevivente para um hospital de grande porte, a aeronave e equipe estão preparadas”, comentou o comandante do Graer, tenente-coronel Renato Lima.

 

Inema prevê mais chuva

 

As fortes pancadas de chuva que atingiram Salvador desde a madrugada desta terça-feira (13) causaram o desabamento de um prédio de três andares, no bairro de Pituaçu - o que resultou na mortes de quatro pessoas de uma mesma família. De acordo com a equipe de meteorologia do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), que conta com estações de monitoramento em pontos da capital baiana, os bairros mais afetados pelas fortes chuvas foram Periperi (111,1 mm), Pirajá (89,1 mm), Valéria (88,6 mm) e Fazenda Coutos (79,8 mm). 

As chuvas duraram cerca de três horas, ocorrendo entre as 04h e as 07h da manhã. Somente nesta primeira quinzena do mês,  choveu o equivalente a 70% do esperado em todos os 31 dias. 

De acordo com o Instituto, mesmo que Salvador não se encontre  em seu principal período chuvoso (que normalmente vai de abril a junho), estas chuvas, em formas de pancadas e de curta duração, são características do Verão. 

Para os próximos dias, segue o alerta quanto a essa condição de tempo instável em Salvador. Devido ao solo já encharcado, a situação é de atenção para a população baiana. 

A previsão continua sendo de céu nublado a parcialmente nublado e com possibilidade de pancadas de chuvas em bairros isolados, podendo vir acompanhadas de trovoadas.

 

Mais de Brasil